DIFICULDADES NO GANHO DE MASSA MUSCULAR: ERROS BÁSICOS 

Qual o Professor ou Personal que nunca ouviu a seguinte pergunta do seu aluno(a): “por que será que não estou conseguindo ganhar massa muscular?” Com certeza, por pior que seja a genética do(a) aluno(a) pelo menos a troca de gordura por músculos ele vai conseguir. Então aí já teremos um ganho muscular, certo?

Então se a pessoa não ganha músculos, alguma coisa está errada. Vejamos as possibilidades:

– Excesso de treino: essa é a possibilidade mais comum. A grande maioria acha que quanto mais exercícios melhor. Mas NÃO é. A musculação é um método de treinamento muito individualizado e cada pessoa tem uma necessidade. Esse aspecto deve ser avaliado pelo seu Professor da academia ou Personal. Jamais acrescente exercícios “extras” a sua planilha de treino porque você acha que é pouco. Isso causa desequilíbrio entre os músculos e pode causar lesões. Sem contar que leva seu corpo a um estado de fadiga além do que ele pode e a recuperação muscular nunca será suficiente. Os treinos devem ser curtos e intensos.

– Alimentação: o carboidrato não é vilão! Entendam bem isso porque ele é fonte primária de energia para o corpo e é essencial para o treino. Sem o carboidrato na alimentação pré-treino, não há rendimento porque o corpo entra em fadiga mais rápido por estar sem energia. Se você comer só proteína, além de aumentar a acidose do seu organismo o corpo vai buscar uma fonte de carboidrato e acabará transformando seus preciosos músculos em glicose. O ganho de músculos precisa de reserva de glicogênio que nada mais é que várias moléculas de glicose agrupadas e estocadas nas células musculares e no fígado. O que é inevitável, é um pequeno ganho de gordura no treino de hipertrofia. Isso é esperado. Esse ganho de gordura só não acontece quando se faz um ciclo de anabolizante. Mas quando acabar a periodização de hipertrofia, é só entrar no treino de definição que tudo dará certo no final.

  
– Treino inadequado: é preciso seguir uma periodização e só seu Professor/Personal é capaz de fazer isso. Ficar eternamente no mesmo treino não trará resultados, como o eterno 3×10 ou 4×10. Existem vários tipos de treinamento que podem explorar seu potencial e alcançar seu objetivo da melhor forma possível. Não adianta pegar o treino do amigo, da internet ou das blogueiras do momento porque como já dissemos, o treino tem que ser individualizado porque cada pessoa tem um biotipo e uma necessidade. Respeite seus limites e explore seu potencial.

O que fazer?

1. Metas: estabeleça pequenas metas para que sejam possíveis de se alcançar e você não desista de seu objetivo. Chegar na academia em Dezembro pra ficar bem no verão, esquece! Só no verão do ano que vem. Seu corpo leva pelo menos um ano para começar a apresentar resultados significativos permanentes.

2. Definir o objetivo: emagrecer e ganhar massa muscular ao mesmo tempo não vai dar. Tem que ser um de cada vez. Cada caso é um caso. Se é um obeso, precisa diminuir bem a quantidade de gordura para que os músculos apareçam. Se você já é magro mas tem gordura localizada, é importante ganhar um pouco mais de massa muscular para manter o metabolismo acelerado e queimar a gordura. Mulheres atenção: VOCÊ NÃO VAI FICAR BOMBADA com um treino de hipertrofia. Sua carga hormonal de testosterona é muito baixa pra isso! Homens: treinem perna porque é onde conseguirão uma maior produção hormonal para o ganho de massa muscular (leiam nosso post “a importância do treino de pernas”). Lembrem-se que o excesso de exercício aeróbio na fase de hipertrofia atrapalha o ganho muscular.

  
3. Dieta: comer certo é fundamental. A cada 3horas é preciso fazer uma refeição e com os nutrientes corretos para cada horário e tarefa do dia. Invista em um nutricionista porque a alimentação constitui 50% do processo na construção do corpo dos sonhos. Não adianta se encher de suplementos por conta própria porque só o whey não vai fazer milagre. Cada tipo de treino tem um planejamento alimentar adequado. Lembre-se bem disso! Não vai buscar uma dieta pronta na internet, principalmente nos sites das blogueiras de plantão. Isso pode causar vários problemas de saúde. Procure um profissional sério!

4. Tipos de exercícios: esquece aquela história de que não gosta de fazer o exercício x, y ou z. Se é necessário para atingir seu objetivo, FAÇA E NÃO DISCUTA. Não existem exercícios exclusivamente masculinos ou femininos. Flexão de braços não foi feito só pra homens e Stiff não é só pra mulheres. Tem que fazer e pronto!

5. Seja honesto: não adianta jacar na dieta, roubar no treino e colocar a culpa no seu professor e/ou nutricionista. O objetivo só é alcançado com foco e muita disciplina. Siga as orientações de profissionais sérios sempre! Não vá só pela dica do amigo. Se funcionou pra ele não quer dizer que vai funcionar pra pra você. Cada ser é único e com características físicas e orgânicas diferentes. Lembre-se sempre disso.