CARBOIDRATO E SUA IMPORTÂNCIA NO ESPORTE.

Se tem algo que eu gosto de fazer é comer! E mando bem! Só dormi que faço melhor. E o que gosto muito de comer é carboidrato. Sem palavras para uma lasanha, um pão quentinho, um macarrão, isso sem falar no purê de batata.
Porém o que mais escuto é que esses alimentos são os vilões do corpo, os que engordam, os que fazem os pneuzinhos saltarem.
Tendo isso em mente procurei o nutricionista Marcelo Ferreira para nos orientar e ajudar a entender que o carboidrato, além de não ser o causador de tantos problemas, ajuda a queimar essas gordurinhas. Isso mesmo vamos entender por que:

20130821-234618.jpg
“A necessidade de energia e nutrientes de um atleta pode variar de acordo com o seu peso, altura, sexo, idade, tipo de esporte praticado, frequência, intensidade, duração entre outros fatores. Sendo assim a energia necessária para a prática de qualquer modalidade esportiva provém, principalmente, de um macronutriente muito importante: o carboidrato.
Boa parte dos meus pacientes tem como objetivo principal perder a massa gorda e aumentar a massa magra ou pelo menos mantê-la. E, na tentativa de alcançar um resultado imediato, sem orientação profissional, alguns preferem cortar os carboidratos ou diminuí-los de forma muito radical, isto porque ouviram falar ou leram em alguma revista que eles engordam. Carboidratos só engordam quando ingeridos em excesso!!!
Os carboidratos são a principal fonte energética para o nosso corpo, eles são essenciais na prática esportiva para aumentar os estoques de glicogênio muscular e hepático (reserva dos carboidratos) nos músculos e no fígado. Quanto maior a intensidade dos exercícios, maior será a participação dos carboidratos como fornecedores de energia. A musculação é um tipo de atividade anaeróbica onde a principal energia utilizada pelo nosso corpo vem das reservas dos carboidratos e da glicose circulante. Por isso, nem pense em reduzir a zero ou de forma expressiva os carboidratos da dieta, pois o organismo passará a usar as proteínas como fonte de energia (gliconeogênese), principalmente às custas da massa muscular, isto é, o atleta ou desportista que se exercita mal alimentado está comprometendo sua musculatura.”

Bom, com essa explicação não preciso parar de comer os carboidratos e sim comê-los nas quantidades certas em horários adequados. Valeu Marcelinho!!!

Marcelo Ferreira – Nutricionista – CRN3 – 31318
http://www.marceloferreiranutri.com.br

20130821-234715.jpg


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s