GESTANTES

Ainda nos tempos atuais, com tantos estudos comprovados que a prática de atividade física faz bem para as gestantes, ainda há profissionais da saúde que colocam um milhão de impecilhos para que não se faça exercícios durante a gestação. Lógico que existem casos especiais como início de aborto ou sangramentos, placenta baixa, entre outros problemas que exigem repouso por parte da gestante. Salvo esses casos, a atividade fisica é superindicada para controle do peso, fortalecimento da musculatura, melhora da postura devido a mudança do centro gravitacional de seu corpo, ganho de condicionamento físico, previne de diabetes gestacional e ainda alivia tensões.

A partir do terceiro mês de gestação, o obstetra pode liberar a pratica de exercícios físicos para que o corpo se movimente e libere mais endorfina, assim a gestante terá uma grande sensação de bem-estar.

Segue abaixo as atividades mais recomendadas:

1. Musculação: apesar de alguns médicos se mostrarem um pouco resistentes, a musculação pode ser adotada na gravidez, principalmente se a mulher já praticava a modalidade. É uma atividade que deve ser bem orientada, respeitando as particularidades de cada gestante e que traz excelentes resultados: melhora da postura por fortalecer toda a musculatura, aliviando as dores, principalmente, nas pernas e costas.

IMG_0977-0.JPG
2. Pilates: não é uma atividade indicada para mulheres sedentárias antes de engravidar. O pilates é uma modalidade muito praticadas pelas mulheres grávidas, pois ajuda no fortalecimento muscular e na região pélvica (super importante para o momento do parto normal), alivia desconfortos lombares e amplia o ganho de força nas tarefas diárias.

3. Hidroginástica: é a atividade mais indicada pelos médicos, pois seus benefícios, principalmente no último trimestre, são muito positivos devido ao inchaço nas pernas, bem comum nesta fase. Sua intensidade é moderada, porém a flutuabilidade da água ajuda a aliviar o peso extra da gestação, diminui o impacto e ainda contribui para amenizar as dores do parto. Porém é importantíssimo que as aulas sejam específicas para gestantes. Grávidas também podem fazer natação desde que respeitada a particularidade e o limite de cada gestação.

IMG_0978.JPG
4. Caminhada: caminhar é um movimento natural do ser humano e as gestantes podem realizar o exercício tanto em esteira quanto ao ar livre. É uma das modalidades mais recomendadas pelos médicos, por ser uma atividade simples, que não requer um nível de aptidão elevado. Além disso, o ritmo regular da prática ajuda a manter a forma física. O que não quer dizer que se deva fazer duas horas de caminhada ininterruptas pois poderá sobrecarregar a lombar e as articulações inferiores. O ideal é caminhar de 20 a 30 minutos por dia e ir aumentando esse tempo a medida que o condicionamento for melhorando e o aumento do peso corporal e a mudança postural permitirem.

5. Ioga: é ótima para deixar a gestante mais flexível, tonifica os músculos, melhorar o equilíbrio e a circulação. A modalidade trabalha com técnicas de respiração e relaxamento que podem ser extremamente úteis na hora do parto, além de aliviar o estresse.

6. Alongamento: proporciona melhor flexibilidade ao corpo, ajudando a prevenir lesões além de relaxar os músculos sobrecarregados pelas mudanças posturais na gravidez. Porém deve-se tomar cuidado com as aulas pois devido à mudança hormonal dessa fase, a gestante apresenta “frouxidão ligamentar”. Caso faça um alongamento muito forte poderá causar algum tipo de lesão.

7. Treinamento funcional: através de um combinado” de exercícios com o uso de diversos tipos de equipamentos, tem como objetivo proporcionar força, resistência, flexibilidade e coordenação. O Personal Trainer deve elaborar um programa adaptado à fase gestacional priorizando sempre a segurança da gestante.

IMG_0974-1.JPG
Os esportes de contato como lutas, basquete, futebol etc nunca são recomendados para que não ocorra choques contra a barriga. Andar de bicicleta também deve ser evitado pelo grande risco de quedas. Converse com seu médico para certificar-se de que não se trata de uma gravidez de risco, escolha a atividade que mais lhe agrade e siga às orientações de um Profissional de Educação Física. Lembre-se de que além do acompanhamento do pré-natal e a pratica de exercícios físicos, uma alimentação adequada anda de mãos dadas com a boa saúde para evitar diabetes gestacional e hipertensão arterial.


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s